Banco Pino

O arquiteto Felipe Marchese apareceu por aqui belo dia com duas paixões minhas, peroba e trabalhos para torno.

Trouxe um protótipo criado por ele e desenvolvido na FAAP: o banco pino.
Com o desejo de todo designer, criar um banquinho original,desta vez cheio de graça.
Ao puxar o tampo para cima, o banco serve de mesinha de apoio.
Sem pregos, parafusos ou roscas…. só peroba rosa e suor!

14

13

 

Vamos ao trabalho…garimpar a peroba de telhados, selecionar as texturas, remover pregos, escovar e cortar na serra de fita.

1 2

 

Depois desempenar para garantir duas faces planas e com 90º entre si.

3
5

Para definir a espessura e deixar a outra face paralela, passei no desengrosso…
6       20170628_154432

Como a coluna tem um furo de 40mm por 320mm e não existem fresas para tanto, encomendei uma em Curitiba, uma delícia de ferramenta.

8.1 8

Com duas faces já tupiadas com 40mm por 320mm, bastou uni-las para ter uma coluna oca.

9.1

várias colunas…

20170627_194218 20170627_194158

 

A base do assento foi feita no torno como o próprio assento, a coluna e claro, os pinos..
11 (2) 10 (2)


     20170812_091545 20170812_091603

15


Como os pés possuem vários angulos diferentes e a área de colagem na coluna é curva, foi preciso desenvolver um jig especial para o lixamento e uma ginástica e tanto para colar e alinhar tudo.
15.1
12

O acabamento foi feito com Stain Sayerlack Clear, aplicação de cera e polimento leve.
Este trabalho me obrigou a importar uma placa moderníssima para meu velho torno Imor de 1937!
Ficou um frankenstein maravilhoso!

20170627_194238

Foi um desafio muito, muito trabalhoso, um prazer poder realizar esta peça, cheia de curvas e ângulos, fui obrigado a aprender um monte!
Como diz o Felipe, “tamo junto!”

 

Armario de canto / Gabinet Corner

Cliente, madrinha do meu filho, pede mágica para obssessivo…uma buraco de fechadura danado de pequeno!!!

20170521_120426

A demanda de “Quero uma estante na minha sala, para objetos pessoais, minha biblioteca, enfeites e tudo o que eu puder guardar a mais…” numa sala muiiiito pequena! “Quero uma madeira nem muito clara nem muito escura…”

Chegamos juntos a decisão de fazer um armario de canto, como aquele do século XIX e recebí a seguinte referência do Printerest…

IMG-20161018-WA0000 images (2) unnamed

Busquei primeiro Jequitiba sem sucesso e depois consegui toras de Tauarí de demolição.

Uma madeira linda, com densidade ótima para tudo, mas com muita sílica. Acabamento perfeito mas que moeu todas as lâminas e facas da oficina… ;-(((

20170513_170703

Após definir os padrões deste móvel…
images

Acrescentei  10cm salvadores nas laterais, mesmo no risco de avançar na sala.

Com 170 cm de altura e arestas de 60cm, construí duas colunas maciças para estruturar o móvel e ganhar profundidade nos cantos externos, com espigas que fecharam a esquadria e definiram as portas.

20170602_215005 20170603_172826 20170610_15232920170613_164041 20170610_152358

O fechamento do fundo foi feito de comcompensado de 15mm, folhado em Inbúia mais clara, fundamental para distribuir melhor o peso total.

20170606_180325

A correção do esquadro exigiu uma ginástica e tanto…

20170707_203827

O acabamento foi feito em Stain Clear da Sayerlack e cera inclor Machado.
As ferragens antigas foram garimpadas e resatauradas.

20170713_125834 20170712_190629 20170713_125815

Talvez o mais impressionante, foi a sensação de que um móvel grande pode simplesmente sumir. Na oficina e durante todo o trabalho parecia não atender a demanda do espaço pequeno, porém na instalação atendeu muito mais do que o esperado.

A quantidade de ângulos e a resistência do tauarí triplicaram o tempo de trabalho.

Mas valeu a pena, ver a madrinha contente!

IMG-20170717-WA0002

Poltrona Psicanalista

Não sei se é minha cabeça branca ou a mania de catar coisas por ai… Mas meu vizinho me entregou duas poltronas a caminho do lixão, assim do além: ” Sabe era do meu sogro, nem cabem em casa, que tal vc recuperar?” Foi irrecusável!!! ;-0)

Redonda, anterior mesmo à decada de 50, vi o sogrão assistindo novela e lendo o jornal.

Ofereci a uma amiga Psicanalista, destas sérias que estudam muito, sofrem a pena por sentar-se todos os dias e muitas horas por dia no mesmo lugar. Permitam… um contransenso , pois todo esforço que fazem é de circular.. ;-))

20170810_213632

Desmontar foi fácil, mas uma surpresa, estava recheada de algodão, pasmem num tempo que o algodão vinha direto do pé de algodão, molas caseiras e estruturada com cintas de pneu usado, quando a economia de todos “sustentava” as coisas e os plásticos nem existiam.

20161227_161910 20161227_155548

Após a limpeza e cobertura com tela, restaurei os pés e apliquei a primeira camada de forração.

20170414_140839 20170411_200555

20170415_184831 20170411_193131
 
Como não havia almofada, após pesquisa e muiiiitos testes optei por uma espuma de densidade 35 colada a outra de densidade 28 para garantir a durabilidade e conforto ao mesmo tempo.


 20170414_140952 20170415_185625  20170415_184811


Ao final criei um apoio de braço para garantir a durabilidade para uso contínuo,
como um mimo à cliente que fez aniversário ;-))


FB_IMG_1502412388630



Gaveteiro Singular

Encomenda para Clinica de Psicanálise: gaveteiro de apoio entre a psicologa e o paciente, a maior responsabilidade… ;-)))

Selecionamos um viga de peroba rosa (demolição de um telhado), de 3,5 X 0.14 X 0.05m para a estrutura do gaveteiro e das gavetas, e uma chapa de teka clara para a frente das gavetas.

Após o corte das vigas, mantivemos a paginação (desenhos contínuos da madeira),colamos as laterais e tampo e instalamos as corrediças telescópicas.

O acabamento foi dado com Stain Imbuia para alinhar a peroba que estava muito rosa e a teka muito clara, e finalizado com cera/Deck siliconada.

Os pézinhos são maciços de 12x30x5cm, sobras nobres. ;-)))

2016-02-23 14.40.59 2016-02-23 14.41.17 2016-02-24 11.08.58 2016-02-24 11.09.22 2016-02-26 16.24.39 2016-02-26 18.29.45 2016-03-02 10.41.12 2016-03-02 10.41.30 2016-03-02 10.41.53 2016-03-02 14.07.04

 

IMG_7212IMG_7211

 

 

Quarto Provençal

Garimpamos aos poucos cada móvel de um quarto provençal e restauramos cada detalhe, a cama com cabeçeira recheada de capim, criados-mudos, cômoda, banquinho, cadeira e claro a penteadeira.

Já laqueados, mantivemos o esmalte branco a pedido da adolescente/barbie, mas nos recusamos a pintar a cômoda que continua na seladora… ;-))

 

IMG_7077

IMG_7075IMG_7081

Cadeira “Lacan” ;-))

IMG_20140523_111043

 

Esta cadeira está instalada em consultório de psicanálise e suporta a tensão dos pacientes a cada hora. Foi selecionada pelo conforto e acolhimento que transmite.

Cadeira de mais de 100 anos, utilizava pregos forjados, recheio de palha, estrutura de madeira e molas de ferro artesanal e revestimento de couro. Após 8 intervenções de outros tapeçeiros e infestação de cupins resolvemos torná-la um molde.

Aprendemos muito apenas em desmontar e verificar como o artesão resolveu as junções e materiais.

Veja a sequência de fotos:

 

IMG_20140616_204935 IMG_20140716_160038 IMG_20140716_160049

IMG_20140716_163159

IMG_20140717_112922 20150106_201140

2015-01-12 15.26.33

2015-01-12 20.00.50

2015-02-07 17.37.292015-02-14 08.29.262015-02-14 15.26.55 2015-03-14 12.43.25 2015-03-14 17.55.51 2015-03-14 19.19.38 2015-03-14 20.18.50finalcadeiralacan

Berço Oto

Como descrever a emoção e o cuidado de projetar e construir o berço do próprio filho?

Bem, a loucura foi tanta que acabei revisando o relatório inteiro do InMetro (2014) e atendi TODAS as especificações técnicas já no projeto. Existem inúmeros casos de enforcamento, pernas e cabeças quebradas, etc  Vale a pena ver um orgão oficial que faz o trabalho e se comunica em http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/berco.pdf

Escolhi fazer de Jequitibá, pois é  macia para tantas espigas e adoro os desenhos suaves que esta madeira tem. Duas dicas:

1) fazer o berço desmontável e com muitos ajustes de altura. Como inserimos abaixo do colchão ( compre-o antes de fechar o projeto) um travesseiro de adulto para refluxo, a relação de alturas mudou muito exigindo mais regulagens.

2) Não deixe para depois! No iníco parecia uma terapia para afugentar as ansiedades da gravidez, minha e de minha mulher. Conforme o tempo foi apertando a barriga, bem… voces sabem o que dizem dos marceneiros…ufa consegui… este entreguei a tempo!

Como poderia imaginar que Oto iria experimentar literalmente com seus primeiros dentinhos o berço, os desenhos, o Jequitibá? ;-)) Cada lixamento valeu a pena!

20141008_152231 20141011_184654web2

IMG-20141011-WA0010 20141023_121415 20141023_121441web

20141023_134754 20141028_195201 20141028_195504web 20141101_165528web

IMG_7101

 

Anéis

Anéis de sobras de madeiras nobres são um deleite.

Este mais escuro é sobra de uma porta feita de sândalo. Ao se friccionar o anel, o aroma de sândalo exala…uma surpresa deliciosa!

 

IMG_7197 IMG_7196 IMG_7172

Sofá para recepção

Este sofá de jacarandá, já foi muito reconheido na década de 50, e exigiu restauração da parte de madeira e renovação de espumas e tecido. Como está instalado em área de grande passagem, reforçamos as costuras e encaixamos as espumas na estrutura de madeira evitando a permanente arrumação de almofadas.

2015-06-14 11.18.05 2015-06-13 09.37.48-2 2015-06-13 09.37.30

 

 

 

 

 

19