Banco Pino

O arquiteto Felipe Marchese apareceu por aqui belo dia com duas paixões minhas, peroba e trabalhos para torno.

Trouxe um protótipo criado por ele e desenvolvido na FAAP: o banco pino.
Com o desejo de todo designer, criar um banquinho original,desta vez cheio de graça.
Ao puxar o tampo para cima, o banco serve de mesinha de apoio.
Sem pregos, parafusos ou roscas…. só peroba rosa e suor!

14

13

 

Vamos ao trabalho…garimpar a peroba de telhados, selecionar as texturas, remover pregos, escovar e cortar na serra de fita.

1 2

 

Depois desempenar para garantir duas faces planas e com 90º entre si.

3
5

Para definir a espessura e deixar a outra face paralela, passei no desengrosso…
6       20170628_154432

Como a coluna tem um furo de 40mm por 320mm e não existem fresas para tanto, encomendei uma em Curitiba, uma delícia de ferramenta.

8.1 8

Com duas faces já tupiadas com 40mm por 320mm, bastou uni-las para ter uma coluna oca.

9.1

várias colunas…

20170627_194218 20170627_194158

 

A base do assento foi feita no torno como o próprio assento, a coluna e claro, os pinos..
11 (2) 10 (2)


     20170812_091545 20170812_091603

15


Como os pés possuem vários angulos diferentes e a área de colagem na coluna é curva, foi preciso desenvolver um jig especial para o lixamento e uma ginástica e tanto para colar e alinhar tudo.
15.1
12

O acabamento foi feito com Stain Sayerlack Clear, aplicação de cera e polimento leve.
Este trabalho me obrigou a importar uma placa moderníssima para meu velho torno Imor de 1937!
Ficou um frankenstein maravilhoso!

20170627_194238

Foi um desafio muito, muito trabalhoso, um prazer poder realizar esta peça, cheia de curvas e ângulos, fui obrigado a aprender um monte!
Como diz o Felipe, “tamo junto!”