20141023_121441web

Berço Oto

Como descrever a emoção e o cuidado de projetar e construir o berço do próprio filho?

Bem, a loucura foi tanta que acabei revisando o relatório inteiro do InMetro (2014) e atendi TODAS as especificações técnicas já no projeto. Existem inúmeros casos de enforcamento, pernas e cabeças quebradas, etc  Vale a pena ver um orgão oficial que faz o trabalho e se comunica em http://www.inmetro.gov.br/consumidor/produtos/berco.pdf

Escolhi fazer de Jequitibá, pois é  macia para tantas espigas e adoro os desenhos suaves que esta madeira tem. Duas dicas:

1) fazer o berço desmontável e com muitos ajustes de altura. Como inserimos abaixo do colchão ( compre-o antes de fechar o projeto) um travesseiro de adulto para refluxo, a relação de alturas mudou muito exigindo mais regulagens.

2) Não deixe para depois! No iníco parecia uma terapia para afugentar as ansiedades da gravidez, minha e de minha mulher. Conforme o tempo foi apertando a barriga, bem… voces sabem o que dizem dos marceneiros…ufa consegui… este entreguei a tempo!

Como poderia imaginar que Oto iria experimentar literalmente com seus primeiros dentinhos o berço, os desenhos, o Jequitibá? ;-)) Cada lixamento valeu a pena!

20141008_152231 20141011_184654web2

IMG-20141011-WA0010 20141023_121415 20141023_121441web

20141023_134754 20141028_195201 20141028_195504web 20141101_165528web

IMG_7101

 

Published by

Adriano

Aleatóro é um atelier, uma oficina de experimentação. Um fazer novo com máquinas e materiais antigos. Nos relacionamos com o mercado na medida do possível e da necessidade. A madeira e o tecido quase sempre estão nos projetos que chegam aos clientes, porém nós recebemos por aqui toras de serrarias, peles de curtumes e tecidos da china. Maquinas, madeiras, tecidos e couros que garimpamos na região do Gasômetro em São Paulo, no Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


7 + seis =